Quando se deita finalmente para dormir depois de um duro dia de trabalho, o seu corpo descansa num suave mas seguro colchão, cobre-se com os cobertores quentes e fofos, mas… onde é que deita a cabeça?

  

Uma almofada em condições pode fazer a diferença entre uma boa noite de sono e uma noite cheia de dores e insónia. A almofada afeta-nos de formas inusitadas, influenciando a saúde da nossa coluna, do nosso cérebro e até do sistema respiratório.

Eis porquê, e como tomar boas decisões quando for escolher a próxima:

  

A altura da almofada é a chave

Uma das principais questões relacionadas com o uso da almofada é a dor. Se o seu pescoço estiver inclinado, seja em que direção for, durante um período longo, experienciará desconforto. Se dormir de lado, vai querer uma almofada mais alta e rija, para impedir que a sua cabeça se incline para baixo. O contrário se verifica para aqueles que dormem de barriga para baixo ou virados para cima. Vão querer almofadas mais finas e moles, que não obriguem o pescoço a inclinar-se para cima. Se não encontrar uma almofada com a altura correta para o seu corpo, vai sofrer consequências. Vai começar com desconforto e rigidez no pescoço e nos ombros. Se o problema não se resolver, no entanto, rapidamente evoluirá para dor.

  

cama de cor branca

   

  

As almofadas afetam o nosso sistema respiratório

A não ser que durma de costas (o que tem os seus próprios problemas, como um aumento da apneia do sono), o seu nariz e boca estarão muito perto da almofada durante muitas horas. Isto implica que tudo o que estiver na sua almofada certamente passará para o seu canal respiratório. Se tem asma e alergias, manter uma almofada limpa e higiénica é indispensável. Os ácaros adoram viver nas almofadas se não tivermos cuidado.

Sintomas incluem dificuldade em respirar, aperto no peito, comichão nos olhos, nariz e garganta. Se sente estas coisas, talvez a culpada seja a almofada.

  

mulher a dormir agarrada a almofada

  

  

Cuidado com a pele!

A qualidade dos materiais que nos tocam influenciam a nossa saúde e bem-estar tremendamente. Fronhas com tecidos duros já foram identificadas por especialistas como responsáveis por um número muito elevado de casos de acne na idade adulta. Esta acne é provocada pela fricção, e pode ser resolvida simplesmente ao substituir a sua fronha por uma alternativa de qualidade feita com materiais suaves.

  

mulher a hidratar a pele da cara

  

  

Interrupção do sono

Já escrevemos sobre como dormir bem e horas suficientes é fundamental para a saúde. Também já lhe contamos como a roupa de cama é influente neste processo. Mas não se esqueça da importância da almofada. Se repara que está constantemente a virar a almofada, ou a amassá-la, talvez tenha um problema. Se repara que a sua almofada continua disforme e desconfortável ao longo da noite, ou se simplesmente não é agradável para si… deve decididamente procurar uma alternativa.

  

dormir na cama com os pés de fora

  

  

Eis um pequeno guia para escolher uma almofada:

  • Confie no seu corpo. Um dos aspetos mais importantes deste processo é encontrar uma almofada que lhe dê o equilíbrio correto ao nível do pescoço. A coluna quer-se tão reta e confortável quanto possível. Se acorda dorido ou com o pescoço preso, então tem a almofada errada, independentemente de ter pago uma fortuna por ela.
  • Conheça os seus hábitos de sono. Dorme de lado ou de barriga para baixo? Quem dorme de lado deve escolher uma almofada mais firme para manter a estabilidade, caso contrário, deve preferir o oposto.
  • Cuidado com as promessas falsas. Sim, as almofadas são mesmo importantes para a saúde do nosso sono, mas não são panaceias mágicas. As almofadas não curam a apneia do sono ou a síndrome das pernas inquietas. Algumas marcas desonestas vão tentar vender almofadas como se fossem maravilhas médicas. Não são.
  • Escolha o material adequado para si. As almofadas não são feitas sempre dos mesmos materiais. As penas são uma escolha comum. Sejam naturais (de pato ou ganso) ou sintéticas, dão-nos uma almofada muito macia e suave. A lã e o algodão também são materiais naturais, naturalmente hipoalergénicos e bastante firmes. Provavelmente serão uma boa opção se quer uma almofada resistente. O látex também é uma opção popular, especialmente se procura uma almofada que dê apoio suplementar à coluna e limite o seu movimento. A espuma de memória tem-se tornado muito comum ultimamente, visto que se adapta ao seu corpo. É, no entanto, um material que absorve o calor, algo que poderá ser uma má escolha nos meses de verão.

  

almofadas na cama

  

  

Independentemente da sua escolha, no entanto, deve sempre ter em consideração a fronha. Mesmo a mais fina, mais perfeita almofada do mercado vai ser desconfortável e dar problemas se não estiver protegida por uma boa fronha da melhor qualidade.

E nós podemos ajudar com isso.

Visite a nossa loja online, onde encontrará uma variedade de excelentes escolhas que pode combinar à vontade com a nossa ampla gama de roupa de cama.